Funcionalismo dá ultimato e prepara greve por Marcos Abreu - publicada em 26. 4. 2013 - atualizada 14h42 | 2 comentários Descontentes com a ausência do prefeito Altimari e com a indiferença da vice Olga Salomão, funcionários públicos municipais dão ultimato ao governo e aprovam greve caso reajuste salarial seja inferior a 10%
Opções
a- / 
a+
Comentar

Indicar

Imprimir

Achei um erro

Em assembleia, funcionários aprovam greve se governo não conceder pelo menos 10% de reajuste salarial e cartão alimentação de R$ 200

Com o prefeito Du Altimari(PMDB) em viagem de férias pela Europa e depois da vice-prefeita em exercício, Olga Salomão (PT), lavar as mãos em relação a proposta de reajuste salarial da categoria, a insatisfação ganha corpo junto ao funcionalismo municipal que ameaça deflagrar greve.

Em assembleia realizada na manhã dessa sexta-feira(26), no Núcleo Administrativo Municipal (NAM), que segundo o Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Rio Claro (Sindmuni) contou com a participação de cerca de 250 funcionários, foi aprovada a proposta de se aguardar um posicionamento oficial do governo municipal sobre a continuidade das negociações na próxima semana. 

“Caso não haja nenhuma manifestação, a categoria pode entrar em greve a partir do dia 6 de maio, quando realizaremos uma nova assembléia” – avisa o presidente do Sindmuni, Tu Reginato.

De acordo com o sindicalista, servidores pediram à diretoria do sindicato que não seja aceita nenhuma proposta abaixo dos 10% de reajuste salarial. A categoria almeja ainda que o valor do vale-alimentação passe a ser de R$ 200.

Durante a semana todos os departamentos serão visitados para que seja de conhecimento dos servidores a proposta aprovada nessa sexta. “A assembleia  deixou em aberto para a votação dos demais departamentos. Tivemos entre o pessoal do NAM 100% de aprovação de paralisar se não houver retorno da Administração. A categoria precisa estar unida para que juntos tenhamos força de conquistar o que é de direito dos trabalhadores”, disse Tu Reginato. 

Segundo Tu Reginato, em todas as reuniões setoriais e assembleias já realizadas é recorrente a lembrança pelos, dos aumentos salariais concedidos pelo prefeito aos integrantes de cargos de confiança do primeiro e segundo escalões. Com os reajustes propostos e aprovados pelos vereadores, os secretários municipais recebem desde 1º de janeiro salário de quase R$ 9 mil, enquanto diretores passaram a ganhar cerca de R$ 5.500,00.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Comentar
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


Comentários
por Silvio Nantes em 26/04/2013 - 15:15
Denunciar abuso
Essa Vice é Incompetente mesmo!
Ela não consegue resolver esse impasse, almeja tanto o cargo do Prefeito e lava suas mãos ? Poncio Pilatos do PT.

Reajuste é simples de resolver:-

PROPOSTA 1: Todos os novos comissionados (DIRETORES) que obtiveram um aumento substancial, deixam de receber o aumento, pois R$ 3.200,00 esta de bom tamanho. Assim sobra dinheiro para o reajuste.

PROPOSTA 2: A maioria dos comissionados são do PT, então nada mais que justo deixarem seus cargos, pois com metade dos que hoje lá estão se faz o serviço e sobra, POIS PARA A ATUAL PREFEITA, SOMENTE OS COMISSIONADOS DO PT SÃO INTELIGENTES E COMPETENTES.

Inclusive ela deveria deixar o cargo, pois fala, fala, fala e nada acontece, é uma popular boneca de ventriloco, só que LOUCA.
Denunciar Abuso
por Flygth Valter Sergio Marrega em 26/04/2013 - 20:20
Denunciar abuso
Vamos escorraçar do poder
Essa cambada de inconPeTentes dos PETRALHAS deveriam ser tirados da prefeitura na base da porrada e expulsar eles todos de Rio Claro,que vão baixar noutro terreiro,corja de vagabundos
Denunciar Abuso
Comentar no Guia
Para comentar essa matéria é preciso ser um leitor cadastrado.