Contrato de empresa sob suspeita é turbinado por Marcos Abreu - publicada em 5. 11. 2012 - atualizada 17h47 | 1 comentário Prefeitura de Rio Claro dá acréscimo de R$ 222.500,00, equivalente a 12,62% do valor inicial do contrato firmado em 2011, à empresa Eicon Controle Inteligente de Negócios, investigada em suposto esquema de corrupção em Rio Preto
Opções
a- / 
a+
Comentar

Indicar

Imprimir

Achei um erro

Além da Constroeste – que disputa os R$ 45 milhões da licitação do lixo de Rio Claro – outras empresas fariam parte no suposto esquema de corrupção montado na cidade de São José do Rio Preto. Entre elas, segundo o empresário e delator Alcides Fernandes Barbosa, estariam a Works, Eicon e Giz.

O promotor de Justiça de Rio Claro, Sérgio Clementino, afirmou que vai ingressar na Justiça com novos pedidos da quebra de sigilo fiscal e bancários dos “envolvidos em geral” no suposto esquema de propina (clique AQUI).

Citada pelo delator, a Eicon Controle Inteligente de Negócios Ltda também presta serviços a prefeitura de Rio Claro, através de contrato assinado com a Secretaria Municipal de Economia e Finanças em 2011, a partir do pregão presencial nº 82/11. A empresa fornece o sistema utilizado para modernização da administração tributária municipal, incluindo implantação, conversão, treinamento e suporte.

Na última edição do Diário Oficial do Município (DOM) é possível constatar que no último dia 3 de setembro foi autorizado um acréscimo ao contrato nº 148/11. “Fica ACRESCIDO a importância a ser empenhada de: R$ 222.500,00, que corresponde a um acréscimo de 12,62% do valor inicial do contrato” – salienta o extrato publicado.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Comentar
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


Comentários
por Antonio Neto em 06/11/2012 - 09:21
Denunciar abuso
Sabe...
...Houve a hipótese de que poderia ter sido ele o mais indicado para que a situação fosse restabelecida da melhor maneira possível. Uns diziam que poderia ser ele e outros de que não, e aí ficou esse impasse de quem poderia ser. Mas daí veio um sábio e disse que se todos poderiam se sentar e analizar melhor o porque de não ser ele. Só que o próprio pensará, se ele mesmo poderia ser ele, e aí todos imaginariam se ele fosse ele mesmo porque então não poderia se ele. Só segundo a lei se ele for ele mesmo isso acarretará que ele próprio não poderá ser esse que tanto todos querem.
Denunciar Abuso
Comentar no Guia
Para comentar essa matéria é preciso ser um leitor cadastrado.