Alunos da Unicamp apresentam carro elétrico Divulgação - publicada em 30. 10. 2012 - atualizada 15h15 Amanhã (31) - Alunos da Unicamp desenvolvem carro com motor elétrico de ultima geração. Protótipo será apresentado ao público em Campinas
Opções
a- / 
a+
Comentar

Indicar

Imprimir

Achei um erro

O veículo será testado na primeira competição de Fórmula SAE Elétrico no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba.

Amanhã (31/10), às 18h30, no Instituto de Pesquisas Eldorado, em Campinas (SP), será apresentado ao público um carro de competição equipado com motor de fluxo axial – a última tecnologia em motores elétricos no mundo. O veículo será testado na primeira competição de Fórmula SAE Elétrico, que será realizada entre os dias 30 de novembro e 2 de dezembro, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA), em Piracicaba, interior de São Paulo.

O evento é organizado pela Sociedade dos Engenheiros da Mobilidade do Brasil (SAE Brasil), entidade que reúne engenheiros, técnicos e executivos com o objetivo de disseminar técnicas e conhecimentos relativos à tecnologia da mobilidade.

Projetado pela Equipe Unicamp E-Racing, composta por alunos dos cursos de graduação e pós-graduação das engenharias da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o veículo pesa 227 kg e mede 2,8 m. Sua estrutura é feita de aço AISI 1020 e a carroceria de fibra de vidro. O motor, cujo pico de potência chega a 134 HP, foi desenvolvido por uma empresa britânica com a participação de pesquisadores da Universidade de Oxford.

“O veículo acelera de 0 a 100 km/h em aproximadamente 4 segundos e tem autonomia de 22 km”, conta Diego Moreno Bravo, um dos líderes da equipe. Para efeito de comparação, a Ferrari Enzo, um super desportivo que usa tecnologias da Fórmula 1, leva 3,70 segundos para alcançar a mesma velocidade.

O veículo foi projetado para enfrentar 22 km de pista, com diversos aclives e declives. A prova de endurance será realizada em um kartódromo onde a velocidade média do carro deverá ser de 70km/h, podendo ultrapassar os 100km/h nas retas. Além disso, haverá diversas outras provas dinâmicas (autocross, skidpad e aceleração) e estáticas (apresentação do projeto técnico aos juízes, viabilidade econômica do projeto e inspeção de segurança). Em sua primeira edição, a categoria de Fórmula SAE Elétrico contará com quatro equipes participantes.

Suporte essencial – O Instituto de Pesquisas Eldorado (www.eldorado.org.br), um dos maiores centros de pesquisa e desenvolvimento em tecnologia da informação e comunicação do País, patrocinou o projeto com o apoio de outras empresas, tais como Höganäs, IDG – Inter Dynamic Group, CPFL e Tecnometal. “O projeto tem um apelo muito grande, por se tratar de um carro elétrico – algo inovador e de futuro”, afirma o engenheiro eletrônico Jean Marcos Andery Baracat, que dá suporte para o projeto por parte do Eldorado.

O grande desafio foi viabilizar a incorporação do motor elétrico de fluxo axial e do sistema de controle associado. O Instituto Eldorado estabeleceu convênio com a Oxford Yasa Motors (empresa spin-out da Universidade de Oxford), permitindo assim ter acesso a essa tecnologia, que foi incorporada com sucesso ao projeto. Para tanto, além de viabilizar o acesso a esta tecnologia, disponibilizou seus laboratórios e suporte técnico ao desenvolvimento e montagem do protótipo.

A Equipe Unicamp E-Racing foi criada por integrantes da Equipe FSAE Unicamp. Veterana na categoria Combustão da SAE Brasil, essa equipe tinha o conhecimento necessário para construir a maior parte dos subsistemas de um veículo com motor elétrico, como a suspensão, o chassi e o sistema de freios. “Mas há assuntos que eram novidades para a nós, como as baterias e seu sistema de gerenciamento, o motor elétrico e seu controlador”, diz Diego Moreno Bravo. “Para enfrentar esse desafio, a parceria com o Instituto Eldorado foi fundamental para o êxito do projeto”, finaliza.

Instituto Eldorado

Organização civil sem fins econômicos, fundada em 1999, o Instituto de Pesquisas Eldorado (www.eldorado.org.br) atende a demanda de empresas por pesquisa, desenvolvimento e inovação, além de serviços e capacitação em tecnologias da informação e comunicação, telecomunicação e energia. Possui sua sede em Brasília (DF) e unidades em Campinas (SP), onde se concentra sua maior operação, e Porto Alegre (RS). Atualmente conta com mais de 500 funcionários distribuídos por essas três unidades.

O Eldorado atende cerca de 50 empresas, entre as quais Magneti Marelli, Itautec, Smart Technologies, Positivo,  Dell, EMC, Flextronics, Foxconn, HP, IBM, CPFL, Motorola, Samsung, Semp Toshiba e Tecnometal. O volume de suas atividades faz do Eldorado uma das maiores instituições de pesquisa e desenvolvimento, o que o coloca   entre as melhores empresas brasileiras em rankings como os da InfoExame, Informática Hoje, VocêSA, Computer World e Anuário Telecom.

Tem mais informações sobre esta asunto? Partilhe sua experiência. Seja um Repórter!
Comentar
Indicar
Imprimir
Achei um erro
Indicar


Comentar no Guia
Para comentar essa matéria é preciso ser um leitor cadastrado.
PUBLICIDADE - Anuncie aqui.